(Português) Blues 2003

Cadê a porta
Quero  voar
Nunca mais volto
Pra esse lugar
Nao me dao tempo
Cortam a luz
Me sinto assim
Na cruz
Ano passado
Foi tudo igual
Tao apertado
E o vil metal
Nao apareceu
na minha rua
E eu me sentindo nua
Mesmo acuada vou até o fim
Ninguém me segura
Eu sou memso assim
Eu ando bem fundo
Vou como um leao
Eu vou mergulhando
No seu coraçao
To contra a parede
To sem saida
As vezeseu vejo
Você na minha vida
E as vezes eu sonho
Em preto e branco
Como merda em tamanco, branco
Copyright Nara Lisbôa

Laisser un commentaire


pt_BR